Versão para impressãoEnviar por E-mail

Ex-ministra da Educação, condenada a 3 anos e seis meses de prisão, sente-se «injustiçada»

Maria de Lurdes Rodrigues, hoje condenada a três anos e seis meses de prisão com pena suspensa, por prevaricação de titular de cargo político, diz que sente «injustiçada».