Versão para impressãoEnviar por E-mail

Ministério discorda mas respeita ausência de serviços mínimos na greve dos professores

O Colégio Arbitral decidiu não convocar serviços mínimos para a greve dos professores marcada para 19 de dezembro, dia da realização da prova dos docentes. O ministério da Educação diz que discorda, mas respeita.