Versão para impressãoEnviar por E-mail

Calendário das provas do ensino básico e dos exames do ensino secundário

Calendário de realização das provas do ensino básico e dos exames do ensino secundário


Provas no 1º Ciclo

No ano lectivo de 2012/2013 realizam-se pela primeira vez as provas finais do 1º ciclo de Português e Matemática. As provas têm este ano uma ponderação de 25% na classificação final. A realização da 1.ª fase destas provas realiza-se a 7 e 10 de maio, podendo na sequência das reuniões de avaliação de final de ano ser determinada a frequência do período de acompanhamento extraordinário, previsto no calendário escolar.

A 2.ª fase está agendada para 9 e 12 de julho, será para os alunos que, após a realização das reuniões de avaliação do 3.º período, não tenham aprovação ou tenham uma classificação inferior a nível 3 a Português ou Matemática, bem como para os alunos que tenham faltado à 1.ª fase por motivos excecionais.

O Ministério da Educação pretende com isto permitir uma segunda oportunidade àqueles alunos, procurando consolidar os conhecimentos e capacidades nas duas áreas estruturantes do currículo e numa fase fundamental do seu percurso escolar: a transição entre ciclos de ensino.

Em 2012/2013 esta possibilidade aplica-se aos alunos a frequentar o 4.º ano, estendendo-se aos do 6.º em 2013/2014.

Provas no 2º e 3º Ciclo

Existe uma 1.ª chamada (obrigatória) das provas finais dos 2.º e 3.º ciclos, a qual está marcada para os dias 17, 20 e 27 de junho, enquanto a 2.ª chamada (situações excecionais) realiza-se a 2, 5 e 16 de julho.

Exames nacionais do ensino secundário

A 1.ª fase dos exames do ensino secundário realiza-se este ano entre 17 e 26 de junho e a 2.ª fase entre 16 e 18 de julho.

Esta 1.ª fase dos exames finais nacionais dos 11.º e 12.º anos de escolaridade tem carácter obrigatório para todos os alunos internos e autopropostos.

"Os alunos que tenham realizado exames na 1.ª fase podem ser admitidos à 2.ª fase dos mesmos exames, desde que:

  • Sejam alunos internos e não tenham obtido aprovação nas disciplinas em que realizaram exame na 1.ª fase, caso em que são inscritos automaticamente na 2.ª fase;
  • Sejam alunos autopropostos e não tenham obtido aprovação nas disciplinas em que realizaram exame na 1.ª fase, caso em que têm de se inscrever obrigatoriamente na 2.ª fase;
  • Pretendam realizar melhoria de classificação em qualquer disciplina realizada na 1.ª fase, no mesmo ano letivo, pelo que têm de se inscrever obrigatoriamente na 2.ª fase;
  • Pretendam repetir exames finais nacionais que se constituam exclusivamente como provas de ingresso e que tenham já sido realizados na 1.ª fase, independentemente da classificação obtida, caso em que têm de se inscrever na 2.ª fase." (Fonte: Ministério da Educação)